Select Language

sexta-feira, 5 de junho de 2015

OS FALSOS ADORADORES E A SUA HIPOCRISIA

Hipócritas! Bem profetizou Isaías acerca de vocês, dizendo:
‘Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
Mateus 15:7,8

Vivemos tempos onde os templos estão lotados e as pessoas continuam vazias.
Creio que isso ocorre por falta de uma pregação genuinamente bíblica com ênfase no arrependimento de pecados. Nos cultos, onde as mãos são levantadas, as orações são feitas de maneira fervorosa e os louvores são cheios de expressões que de tão intensas parecem arrebatadoras.
O profeta Isaías já denunciava:

“Quando vocês estenderem as mãos em oração, esconderei de vocês os meus olhos; mesmo que multipliquem as suas orações, não as escutarei! As suas mãos estão cheias de sangue!
Lavem-se! Limpem-se! Removam suas más obras para longe da minha vista! Parem de fazer o mal,”
Isaías 1:15,16

O que Deus está condenando aqui é um povo que dizia que servia a Deus, porém, por mais belos e de acordo com as ordens de Deus que fossem seus cultos eram contaminados por tamanha hipocrisia.
A hipocrisia é a capacidade de fingi ser algo que não é, uma atuação, viver na mentira é o famoso -  “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!”  
Quando Jesus se refere aos fariseus como um povo que o honrava com o lábios, mas o coração estava longe de Deus ele estava falando da turma que falava e não vivia, “adorava”, mas amava o pecado que praticavam.

Tiago alerta: De que adianta, meus irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tem obras? Acaso a fé pode salvá-lo? Tiago 2:14

Não adianta dizer: te louvarei não importam as circunstâncias... e correr em direção ao adultério, prostituição, mentira, ou seja, uma vida de hipocrisia!
Deus não precisa de religiosos que seguem bem uma cartilha denominacional o que ele precisa é de verdadeiros adoradores que o adorem em Espírito e em Verdade. Com a vida de maneira integral! Dentro e fora das quatro paredes de um templo! 

Se arrependa! Essa é a palavra de ordem, pois o tempo esá acabando.


Pr. Maycon Rodrigues
Resto do Post

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Quem é seu Deus?

Esboço da mensagem de domingo 26/04/2015
Texto base: Êxodo 3.
 
Quando Deus aparece para Moisés no deserto no Monte Horebe era um momento em que Moisés havia fugido e estava junto com seu sogro Jetro. Parecia que Moisés após a fuga do Egito levaria uma vida comum apascentado o rebanho junto de sua família, mas Deus então aparece a Moisés e sua vida muda totalmente.
A partir de então ele tinha uma missão tinha que ir ao Faraó e tirar o povo do Egito.
Não se tratava de algo comum era o Faraó que ele teria de enfrentar!
Quem era Moisés?
Um homem comum, Israelita que não tinha arma alguma apenas uma ordem para dizer a Faraó.
Quem é o Deus de Moisés?
a) É o Deus Santo. V.5.
b) É o Deus dos nossos pais. V.6.
c) É aquele que se importa com o nosso sofrimento. V.7.
d) É aquele que ouve o clamor do seu povo. V. 8,9.
e) É aquele no determina todas as coisas. V. 10.
f) É aquele que sabe quem nós somos e o que ele pode fazer através de nós. V.11.
g) É aquele que quer ser servido por seu povo. 12.
h) Deus é EU SOU! V. 13, 14.
EU SOU é YHWH! Javé, Jeová.
Que que dizer SENHOR!
Eu sou Jeová-Jiré – O Senhor proverá – Gn. 22 - 14.
Eu sou Jeová-Rafa – O Senhor cura – Ex. 15.26.
Eu sou Jeová-Nissim – O Senhor é a minha bandeira. Ex. 17.15.
Eu sou Jeová-shalom – O Senhor e a nossa paz. Jz. 6.24.
Eu sou Jeová-Shammah – O Senhor está alí. Ez. 48.35.
Eu sou Jeová-Sabaoth – O Senhor dos Exércitos – Is. 1-4, Salmo 46. 7.
Jesus (Seu nome que dizer Deus Salva), EU SOU o que Salva!
EU SOU o Pão da vida (João 6:35, 1, 48, 51);
EU SOU a Luz do mundo (João 8:12)
EU SOU a porta das ovelhas (João 10:7,9)
EU SOU o Bom Pastor (João 10:11, 14)
EU SOU a Ressurreição e a Vida (João 11:25)
EU SOU o Caminho, a Verdade e a Vida (João 14:6)
EU SOU a videira verdadeira (João 15: 1,5).


Resto do Post

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

O CAMINHO PARA AS VITÓRIAS


“Santifiquem-se, pois amanhã o Senhor fará maravilhas entre vocês". Josué 3:5

Rio Jordão
Deus tem seus propósitos e o seu amor e misericórdia estão presentes todos os dias na vida dos que caminham na sua direção.
O povo de Israel estava sendo conduzido à terra prometida e diante deles estava o rio Jordão. Certamente um grande obstáculos!
Por onde tinham que passar a correnteza era muito forte e por vias normais era impossível atravessar carregando a arca da aliança (Josué 3.15).
O desafio era grande, as perspectivas no limite da visão humana eram limitadas, porem, Josué orientado por Deus diz ao povo para se santificar. Enquanto muitos poderiam estar preocupados em como providenciar um ponte (visão humana) Deus desafia seu povo a buscar santidade para que possam ver as maravilhas de Deus no seu meio.
O que Deus quer de nós é disposição para busca-lo porque nele estão as respostas para vencer os obstáculos da vida. Deus tira os nossos olhos da correnteza das preocupações e das profundezas do nosso medo.
Deus na realidade quer nos amparar em seus braços para que cuide de nós e nos faça passar por rios desta vida em terra seca. (Josué 3.17).
O melhor caminho para as vitórias é a santificação, ou seja, uma busca profunda e sincera de Deus que nos guia fazendo com que possamos passar por qualquer circunstância debaixo dos seus cuidados.
Santificar nos ajuda a não sofrer por antecipação e principalmente saber aguardar a ordem de Deus para atravessar os rios da vida.

Pastor Maycon Rodrigues    
Resto do Post

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O DERRAMAR DO ESPÍRITO SANTO.

“Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo.” Mateus 3:11 

A Bíblia está repleta de informações sobre o derramar do Espirito Santo, a terceira pessoa da trindade tem papel fundamental na obra da redenção, pois, o Espírito Santo quem nos convence do pecado, do juízo e da justiça (João 16.8).
João Batista diz que a sua função era batizar com água, mas viria aquele que batizaria com o Espírito Santo e com fogo. O fogo representa a purificação da ação sobrenatural de Deus que nos redime em Cristo e também purifica nossa alma com seu fogo santo, mudando nosso comportamento, pensamentos e prioridades.
Precisamos viver em busca do derramar do Espírito Santo porque é através da ação dele que seremos regenerados à imagem de Cristo.

Deus prometeu que derramaria o seu Espírito sobre a igreja:  

“... derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias.” Joel 2:28-29
 O Senhor cumpre sua palavra:  

“E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles.
Todos ficaram cheios do Espírito Santo...”
Atos 2:3-4

A promessa do derramar do Espirito Santo não se restringe ao Novo Testamento e a ação poderosa de Deus por meio do seu Espirito está disponível para nós hoje também. A igreja sempre viveu momentos do derramar do Espírito Santo e podemos ver sobre isso nos grandes avivamentos da história como o movimento puritano nos séculos 16 e 17, o pietismo nos séculos 17 e 18, o despertamento evangélico inglês no século 18 e os avivamentos americanos (http://www.mackenzie.br/7080.html). O Brasil também viveu os seus avivamentos e isso é perceptível no número de evangélicos que o país possui.   
A história ainda não acabou e até que o Senhor venha podemos ter a experiência do derramar do Espirito Santo sobre a igreja.

Como podemos fazer isso?

1º Dobrando nossos joelhos.
2º Reconhecendo nossa total dependência de Deus e da sua Palavra.
3º Vivendo uma vida de arrependimento de pecados.
4º Se colocando a inteira disposição de Deus para sua obra.
Que Deus nos abençoe derramando seu Espirito Santo sobre a sua igreja para que possamos contemplar a grandeza da sua glória.

Rev. Maycon Rodrigues
Resto do Post

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

OS CAMINHOS DA IGREJA E O EVANGELHO DE JESUS.



Quando olhamos para o presente percebemos que os caminhos da igreja têm sido cada vez mais difíceis. Há uma preocupação exagerada com o crescimento numérico, com um culto antropocêntrico e um claro desvirtuamento do evangelho.

Muitos pastores principalmente os mais jovens tem colocado mais sua esperança no que podem possuir do que no que podem fazer pelo reino. A sede por poder, influência e fama dominou o povo evangélico e isso não se restringe aos neopentecostais e também já está crescendo nas igrejas históricas.

Esse não é algo exclusivo dos dias de hoje, o Apóstolo Paulo havia alertado aos Gálatas sobre esse desvirtuamento:

“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo. Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado!” Gálatas 1:6-8 

A preocupação de Paulo se dá porque alguns judeus ortodoxos, que haviam se tornado seguidores de Jesus, estavam pervertendo o evangelho exigindo que os gentios fossem circuncidados.

O problema de hoje está nesta adequação do evangelho aos nossos gostos e interesses pessoais, e com isso, um distanciamento claro do verdadeiro evangelho.

No primeiro século apareceram muitos candidatos a messias, porém, nenhum deles conseguiu manter sua proeminência como Jesus. Temos visto nas últimas décadas vários movimentos no meio evangélico que aparecem causando grande alvoroço, mas que com o passar do tempo perdem a sua força e destaque para outros que vão surgindo.

A igreja precisa voltar aos valores do verdadeiro evangelho.

1º O OBJETIVO CENTRAL DE UMA IGREJA NÃO É AGRADAR AO PÚBLICO E SIM SERVIR A CRISTO. 

“Acaso busco eu agora a aprovação dos homens ou a de Deus? Ou estou tentando agradar a homens? Se eu ainda estivesse procurando agradar a homens, não seria servo de Cristo.”
Gálatas 1:10
 

Estamos em um momento da história que mesmo em cidades pequenas com 8.000 habitantes é possível encontrar mais de 50 igrejas diferentes.

Como servos de Deus o que podemos fazer? 

a)      Procure uma igreja que tenha uma reputação no mínimo aceitável.
b)      Veja se esta igreja se preocupa com um estudo sério da palavra de Deus.
c)      Veja se nesta igreja há responsabilidade no discipulado dos seus membros.    

O que está acontecendo em muitos casos não é o crescimento do evangelho, mas uma disputa por fiéis.

Em igrejas onde o discipulado bíblico responsável é a base podemos perceber que o crescimento numérico não chama tanta atenção, por outro lado, a saída é bem menor do que as igrejas de movimento. 

2º O MODELO A SER SEGUIDO NÃO É O DA MODA E SIM O BÍBLICO.
 
Não o recebi de pessoa alguma nem me foi ele ensinado; pelo contrário, eu o recebi de Jesus Cristo por revelação. Gálatas 1:12 

Paulo não recebeu o evangelho por meio de um movimento religioso que surgiu em sua época, mas o próprio senhor Jesus o instruiu sobrenaturalmente. O que Paulo aprendeu não difere do que os outros apóstolos aprenderam, ou seja, o mesmo evangelho.

As igrejas hoje procuram desesperadamente modelos de crescimento baseados em técnicas de marketing e publicidade, teologias com promessas de prosperidade e milagres tendo em vista um “público alvo”.

O modelo deixado por Jesus pode ser simplificado em poucos versículos que dizem tudo o que precisamos para estar de acordo com o evangelho deixado para igreja: 

“Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.
Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos.
Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum.
Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade.
Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração,
louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos.”
Atos 2:42-47
 

Essa igreja tinha:  Discipulado, comunhão, espiritualidade não forçada ou produzida artificialmente, cuidado, atitudes de fé, sinais e gente sendo alcançada todos os dias.
Essa igreja não tinha: Palco, instrumentos de última geração, microfones, grupos de música e pregadores famosos eles era apenas um povo que caminhava junto.

A igreja hoje precisa retornar ao caminho da simplicidade do evangelho genuíno de Jesus.  

3º O PROPÓSITO DA IGREJA É A PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO E NÃO O CRESCIMENTO DO NÚMERO DE ADEPTOS.  

“Mas Deus me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça. Quando lhe agradou revelar o seu Filho em mim para que eu o anunciasse entre os gentios...”Gálatas 1:15-16 

Enquanto não alimentarmos o povo com o genuíno alimento espiritual continuaremos a presenciar gerações inteiras de cristãos com a saúde espiritual comprometida. Que continuarão a ser “obesos” por se alimentar mal, mas doentes e improdutivos para o reino.

Temos igrejas de ortodoxia rígida, porém, improdutivas exatamente por não aplicarem os princípios na sua vida. Por outro lado, há igrejas pentecostais e neopentecostais que trabalham com uma vontade elogiável, mas infelizmente sem fundamentos consistentes fazendo com que na primeira crise tudo venha abaixo.  

A igreja precisa retomar os caminhos traçados por Jesus onde o seu propósito final é a proclamação do reino de Deus entre os homens.

Há uma sede exagerada por números porque eles podem representar poder e influência, o que vai contra os princípios de Jesus e são mais características de âmbito demoníaco.

Sabemos que ir contra isso é andar na contramão do que a maioria tem feito o que não representa nenhum impedimento para aqueles que creem e desejam servir a Deus de verdade.

Quantos Deus acrescentará se andarmos com seriedade nos caminhos de Jesus não representa nosso objetivo final e sim o quanto Deus será engrandecido com os efeitos dessa decisão.

Que Deus nos abençoe a fim de que sua igreja esteja em seus caminhos. 

“Prossigamos para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.” Filipenses 3:14

Rev. Maycon Rodrigues

Resto do Post